29 março 2015

O TRABALHO COM JORNAL NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS.

No último dia 25 de março, reuniram-se no auditório da Secretaria Municipal da Educação os professores da Educação de Jovens e Adultos. Na ocasião Vanilda G. de Lima, professora da EMEFEI “Chico Xavier” e Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação UNESP-Marília, apresentou o trabalho: “A construção do jornal como atividade de estudo na sala de aula”. A Professora Vanilda destacou importantes pressupostos da Teoria Histórico Cultural e com base no trabalho que desenvolve com seus alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental desde o ano passado, deixou claro as implicações pedagógicas desta teoria no trabalho com jornal no contexto da sala de aula. 
O momento de formação com a professora Vanilda trouxe importantes subsídios para os professores da EJA iniciarem o trabalho que culminará na elaboração de um jornal com textos variados produzidos pelos alunos. Nesse contexto, por ser um suporte de gêneros textuais diversos, o jornal será de grande importância, pois se constituirá um instrumento de veiculação e projeção social dos textos dos alunos da Educação de Jovens e Adultos, valorizando seus atos de escrita e motivando o processo de apropriação do sistema de escrita.
A publicação da primeira edição do jornal elaborado pelos alunos da EJA está prevista para o final do mês de maio. Por Odirlei de Oliveira

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

O Conselho Municipal de Educação de Marília reuniu-se no dia 25 de março para a 2ª reunião ordinária do ano de 2015.
O Presidente do Conselho, Fábio Borges dos Santos, presidiu a reunião inicialmente realizando a leitura da ata da reunião do mês anterior, dia 24 de fevereiro, e, posteriormente deu-se início aos trabalhos para as apresentações dos grupos formados por eixos para a elaboração do Plano Municipal de Educação do município.
Os membros do Conselho puderam verificar o andamento dos trabalhos de cada grupo e delimitar estratégias para a agilização dos mesmos, visto que o Plano Municipal de Educação deve estar adequado à Lei No 13.005, de 25 de junho de 2014, que sancionou o Plano Nacional de Educação (PNE), documento este que estabelece as estratégicas das políticas de educação para o Brasil pelos próximos dez anos. Por Márcia Vinholo

CAPACITAÇÃO UNDIME

A UNDIME (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação) promoveu no dia 25 de março de 2015, a 3ª Capacitação para Elaboração ou Adequação do Plano Municipal de Educação, no auditório da Secretaria de Educação de Marília.
Estiveram presentes representantes de 25 municípios da região: membros dos Conselhos Municipais de Educação, técnicos e Secretários Municipais da Educação. O município de Marília esteve representado com a Supervisora Escolar Marcia Regina das Neves Ferreira Vinholo, a Assessora de Políticas Públicas Educacionais Luzimabille de Fátima Gonçalves Zaparolli, o presidente do Conselho Municipal de Educação Fábio Borges dos Santos e os membros Nádia Maria Julian e Fernanda Fernandes dos Santos Lanza. 
A Profª Maria de Fátima Fernandes Leiva Gatti, Diretora de Gestão Administrativa, responsável pelo expediente da Secretaria da Educação de Marília, deu as boas vindas aos presentes. 
A capacitação foi ministrada pela Avaliadora Educacional do MEC Simone Savério que abordou os procedimentos necessários para elaboração das metas e estratégias do Plano Municipal de Educação e posterior encaminhamento ao Executivo e Legislativo. Por Márcia Vinholo

Escola de Gestores

No dia 25 de março, no período da manhã, aconteceu na Secretaria da Educação, a primeira reunião de capacitação do ano de 2015, para os diretores das EMEIs, EMEFs e EMEFEIs, ministrado pelas professoras Elianeth Dias Kanthack Hernandes e Graziela Zambão Abdian, da UNESP-Marília.
A Capacitação Escola de Gestores abordou a elaboração pelos diretores de uma minuta de lei propondo a criação do Conselho Escolar nas unidades municipais de ensino.
A dinâmica dos trabalhos propiciou um amplo debate sobre:
- a quantidade de membros ideal para a formação do Conselho de Escola e a representatividade por segmento da comunidade escolar, 
- a definição da quantidade de membros do Conselho Escolar estar de acordo com o número de alunos da escola,
- e a participação do diretor como membro nato, com direito a voto.
A próxima capacitação, que dará continuidade ao debate, será realizada no dia 22 de abril. Por Márcia Vinholo

SEMANA ESTADUAL DE MOBILIZAÇÃO CONTRA DENGUE

A SEMANA ESTADUAL DE MOBILIZAÇÃO CONTRA DENGUE, foi realizada nos dias 23 a 27 de março de 2015
O Grupo Executivo de Dengue do Estado de São Paulo propôs que cada município promovesse ações locais com o objetivo de reduzir os níveis de infestação do mosquito Aedes e assim evitar que as pessoas adoeçam.
Nossa cidade participou promovendo diversas ações educativas em todas as Unidades Escolares
Todos Juntos Contra a Dengue
Passeata contra a Dengue EMEF "Prof Antônio Ribeiro"

27 março 2015

DIVULGAÇÃO


A Universidade de Marília (UNIMAR) está com vagas para atendimento na Clínica Odontológica na área de Odontopediatria com horários no período da manhã e tarde. Atendimento a crianças com idade entre 6 e 12 anos. Para agendamento e mais informações ligar no telefone: 2105-4133, falar com Graziele ou Aulo Atenciosamente, Clínica Odontológica - UNIMAR

25 março 2015

Reunião de professoras coordenadoras de EMEF

Nesta segunda-feira, dia 23 de março, aconteceu nas dependências da Secretaria Municipal da Educação mais uma reunião com diretores e professoras coordenadoras das Escolas Municipais de Ensino Fundamental.
Foi um importante momento de reflexão para as equipes gestoras de nossas escolas, cujo tema de discussão abordou o processo avaliativo SAREM 2014, enfatizando neste encontro a devolutiva referente às avaliações de Matemática: seus principais objetivos, sua relação com o fazer pedagógico e a significação das práticas docentes.


Participou também do encontro a representante da Secretaria da Saúde, enfermeira Ana Maria Costa Mandeli, trazendo algumas considerações acerca da Campanha Nacional de Vacinação contra o HPV, que acontece de 02/03/2015 até 17/04/2015, nas unidades de saúde e escolas públicas e privadas.
A importância deste esclarecimento deve-se ao fato de que este ano será introduzida a primeira dose desta vacina para meninas de 9, 10 e 11 anos, idade na qual estas crianças são atendidas pelas escolas municipais. Considerando a atual situação epidemiológica da Dengue no município, a estratégia de campanha será compor equipes itinerantes para que a vacinação aconteça nas próprias escolas, públicas e privadas, a fim de vacinar o maior número possível, de meninas do público alvo, e reduzir a demanda espontânea para as unidades de saúde. 
O encontro deu continuidade com considerações acerca do elevado número dos casos de Dengue que incidem em nossa cidade. Frente a isso, a Secretaria Municipal de Educação continua envolvida no desenvolvimento de medidas visando ações preventivas de orientação e conscientização de nossos alunos, e familiares, para eliminação dos focos e criadouros do mosquito transmissor dessa doença – Aedes Aegypts. Essas propostas incluem a realização de diversas atividades junto às crianças, para que essa conscientização de fato se concretize.



24 março 2015

PASSEATA – “VAMOS ELIMINAR A DENGUE”

Devido a grande incidência de casos de Dengue que ocorreram em nossa cidade (tal como em grande parte de nossa Região), a escola resolveu desenvolver um Plano de Ação (de acordo com a Secretaria Municipal de Educação), com o intuito de orientar e conscientizar nossas crianças, familiares e comunidade escolar sobre a importância de ações preventivas para eliminar focos do mosquito transmissor dessa doença – Aedes Aegypts, eliminando os possíveis criadouros para prevenção e controle da doença.
Nosso Plano de Ação propôs diversas atividades junto às crianças para que essa conscientização pudesse acontecer, tais como: paródias, vídeos informativos, desenhos ilustrativos, receita de repelente caseiro, plantio de folhagens que combate o mosquito (Citronela e Crotalária), confecção de cartazes e panfletos, armadilhas para o mosquito, registros diversos, entre outras ações.
Finalizando esse trabalho de conscientização, iremos realizar, no dia 25/Março, às 8 horas e às 13 horas, uma passeata pelas principais ruas do bairro (próximas a escola), com as crianças do Infantil II e suas respectivas professoras, fazendo a entrega de panfletos confeccionados pelas crianças, sugerindo ações para evitar a proliferação da doença e cartazes que colocaremos em alguns estabelecimentos comerciais do bairro.
Também faremos o convite aos pais dessas crianças para participarem, conosco, da passeata. 
Equipe de EMEI

20 março 2015

Programa de Saúde Bucal

As Secretarias Municipais da Educação e Saúde promoveram nesta quarta-feira, 18/03, na sede da Secretaria Municipal da Educação, um importante encontro acerca do Programa de Saúde Bucal.
O referido encontro teve como palestrante o Doutor em Odontologia, Fabiano Vieira Vilhena, às auxiliares de direção de todas as Escolas Municipais, destacando a importância da correta utilização dos kits entregues aos 18 mil alunos da rede municipal, visando ensiná-los sobre a correta técnica de higienização bucal, e a importância da participação de todos para o desenvolvimento da odontologia preventiva.
Com a entrega dos novos kits, cada sala de aula terá à disposição escovas dentais infantis, base para acondicionamento das mesmas em tubos individuais, gel com flúor e pela primeira vez estão recebendo também o fio dental, para a utilização correta sob a supervisão das auxiliares de saúde bucal que acompanham as escolas. Periodicamente, o material será substituído. Por Camila Pereira da Silva de Oliveira.

19 março 2015

Convite XII SEMANA DA MULHER

"PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL RECICLAR"

Este projeto acontece em parceria com a Prefeitura Municipal de Marília, Corraro Engenharia e Oleoquímica Brasil.
O projeto Educação Ambiental Reciclar contempla quatro etapas:
  1. Apresentação do projeto
  2. Apresentação do vídeo 
  3. Coleta de óleo vegetal saturado 
  4. Sustentabilidade - destinação correta do óleo coletado
Concurso cultural - Redação com o tema "Crise hídrica"
Será desenvolvido no período de 17/03/15 a 02/10/15, finalizando com evento festivo e solenidade de premiação para:
  • Aluno de cada Unidade Escolar participante que arrecadar o maior volume do produto.
  • Professor da sala de aula que arrecadar maior volume do produto dentre as EMEFs participantes.
  • Aluno que arrecadar o maior volume do produto na arrecadação geral do projeto.

IV Congresso Internacional de Literatura Infantil e Juvenil: celebrando a leitura

Este post tem o propósito de divulgar o IV Congresso Internacional de Literatura Infantil e Juvenil: celebrando a leitura, que será realizado no período de 02 a 04 de setembro, em Presidente Prudente. A organização do evento é de responsabilidade do CELLIJ/FCT/UNESP/PP.
O Congresso tem a finalidade de discutir com professores, livreiros, autores e pesquisadores de diversos estados do Brasil e de diferentes países, o ensino da leitura, a qualidade da produção dos livros infantis e juvenis, e a importância da literatura infantil e juvenil como material de leitura.
Para informações sobre inscrição, programação e submissão de trabalhos, favor acessar o site oficial do evento: http://www2.fct.unesp.br/congresso/cellij
Comissão Organizadora IV Congresso Internacional de Literatura Infantil e Juvenil

10 março 2015

TURMAS DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) INTENSIFICAM DIVULGAÇÃO DO PERÍODO DE MATRÍCULAS JUNTO À COMUNIDADE.

Nas últimas semanas os alunos da EJA se empenharam na divulgação do período de matrículas para novos alunos adultos que desejam estudar. Com esse objetivo as turmas elaboraram panfletos deixando claro a importância dos estudos e do domínio da língua escrita. Com fotos e depoimentos, os panfletos foram distribuídos junto à comunidade, em estabelecimentos comerciais, igrejas, centros de convivência de idosos, postos de saúde e residências.



A educação de Jovens e Adultos é uma modalidade de ensino que possibilita mudar os rumos sociais do nosso país, proporcionando aos jovens e adultos a alfabetização consciente, sendo esta, a formação para transformação do cidadão em seu exercício social.
A necessidade da alfabetização torna-se cada dia mais urgente em um país onde as diferenças culturais e sociais demonstram ser impedimento para o sucesso e a estabilidade econômica de todo um povo. Contribuir para que os indivíduos se tornem aptos a ler e entender as diferentes mensagens que o mundo os possibilita conhecer é tarefa precípua. É preciso garantir a participação ativa dos estudantes da EJA em processos educativos para as práticas sociais nas quais estejam envolvidos, desde as mais imediatas até as mais difusas, próprias das demandas da atual sociedade.
As inscrições para a EJA (Educação de Jovens e Adultos) de 2015 continuam abertas para jovens a partir de 14 anos completos e adultos ou idosos que não concluíram o 5º ano do Ensino Fundamental. As matrículas podem ser realizadas nas seguintes escolas:

EMEF Prof. Américo Capelozza
Rua Pacaembu, 691 – Jardim Lavínia
Tel. 3481-8864

EMEF Profª Cecília Alves Guelpa
Avenida José Rino, 320 – Bairro Aniz Badra
Tel. 3481-7899

EMEF Prof. Nelson Gabaldi
Rua Amador Bueno, 1165 – Bairro Chico Mendes
Tel. 3432-2892

EMEF Nivando Mariano dos Santos
Avenida Francisco da Costa Pimentel, 311 – Jardim Amália/Santa Clara
Tel. 3451-6872

EMEF Prof. Olímpio Cruz
Avenida Guiomar Novaes, 1380 – Bairro Santa Antonieta
Tel. 3415-3915

Para fazer a matrícula basta apresentar cópia dos documentos pessoais e comprovante de residência. As aulas acontecem de segunda a sexta-feira no período noturno, das 19h00 às 22h00.
Alunos da EMEF “Profª Cecília Alves Guelpa” fazendo panfletagem e divulgando a EJA junto à comunidade.
Divulgação da EJA

Nós alunos da EJA, da E.M.E.F. “Professora Cecília Alves Guelpa”, saímos no dia 27 de fevereiro para divulgar o nosso curso. Para isso utilizamos os panfletos elaborados por nós e impressos pela gráfica da Prefeitura da nossa cidade.
Fomos ao supermercado, à farmácia, à distribuidora de água, às igrejas e à sorveteria.
Ao voltarmos para a escola, também divulgamos na igreja que fica em frente.
A maioria das pessoas não conhecia o nosso curso. Foram receptivas, ficaram interessadas, nos parabenizaram, disseram que é muito bom estudar e vão nos ajudar nesta divulgação avisando os familiares e conhecidos.
Sentimo-nos muito bem por levar algo bom para as pessoas: a importância dos estudos.
“Aprender não tem limite. Basta você querer!”
“Venha você também aprender com a gente!”

Texto coletivo elaborado pelos alunos da EJA da EMEF “Profª Cecília Alves Guelpa”

Palestra: "Formação de leitores e leitura"

Nesta segunda-feira, dia 9 de março, aconteceu nas dependências da SME uma palestra para diretores e coordenadores pedagógicos da rede municipal intitulada “Formação de Leitores e Leitura”. Foi um importante momento de formação para as equipes gestoras de nossas escolas em parceria com a UNESP, e que contou com a presença do professor Max Butlen
De 01 de março a 03 de abril de 2015 o educador estará na Unesp de Marília e de Assis como professor-visitante, financiado pela FAPESP.
O tema da palestra vem ao encontro de nossas necessidades, visto que a questão da leitura em nosso país ainda é um entrave que precisa ser resolvido o quanto antes. Podemos e devemos, enquanto educadores, trabalhar em prol da diminuição do analfabetismo funcional, portanto, refletir como ocorre a formação de leitores é uma necessidade cuja responsabilidade é da escola, tanto a de educação infantil, quanto do ensino fundamental. Por Joice Ribeiro Machado da Silva.

Reunião entre Professoras Coordenadoras e Equipe Pedagógica de EMEI

No dia 05/03, das 8h30 às 11h30, Professoras Coordenadoras de EMEIs reuniram-se na Secretaria Municipal de Educação com a Equipe Pedagógica para o primeiro de uma série de encontros com o objetivo específico de retomar e ampliar os estudos dos pressupostos teóricos e concepções norteadoras das práticas efetivadas em nossa rede de ensino. 
Esses encontros, nos meses de março e abril, serão realizados em grupos menores a fim de aproximar as discussões das questões vividas no cotidiano de cada escola, gerando um rico e fundamentado diálogo com vistas ao constante aprimoramento dos olhares, entendimentos e ações. Por Juliana Akuri

05 março 2015

Prefeito participa de reunião com diretores de EMEI e EMEF

Nesta data, a Secretaria Municipal da Educação teve a honra de receber o Prefeito Vinícius Camarinha para esclarecimentos e orientações sobre o trabalho que está sendo realizado na cidade de Marília a respeito da dengue. Iniciamos o encontro com as palavras da Professora Maria de Fátima Leiva Gatti. A seguir o prefeito realizou uma explanação sobre a situação da cidade de Marília nesse momento. Os assuntos tratados foram:
  1. Retrospectiva das ações do Município de fevereiro de 2014 até a presente data;
  2. Explicações sobre a LIRA - Levantamento de índice rápido do Aedes;
  3. Total de visitas em 2014: 252.729 residências e estabelecimentos comerciais;
  4. Em 2015: aumento de 123% de casos de dengue em todo o país;
  5. De 70 a 90 por cento dos criadouros estão dentro das residências e estabelecimentos comerciais;
  6. Marília decreta estado de emergência: decreto nº 11.448;
  7. Formação do comitê gestor com representantes dos diversos seguimentos;
  8. Campanha de conscientização promovida pelos órgãos públicos;
  9. Estabelecimento de parcerias: corpo de bombeiros e polícia militar;
  10. Contratação de empresa especializada: oitenta profissionais para remoção de criadouros e aplicação de inseticida intra domiciliar (início zona norte e sul);
  11. Aplicação de multas tanto para residência com focos, como para residências fechadas. Já foram realizadas, este ano, pelo Setor de Fiscalização de Posturas da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, o total de 1.787 notificações para capinação e limpeza de terrenos particulares e também 215 autuações em proprietários de imóveis;;
  12. Mobilização dos alunos da rede municipal;
  13. Utilização do aparelho "Drone" para identificação de locais de difícil acesso e que podem ter criadouros;
  14. Medidas de assistência ao paciente com suspeita ou confirmação da doença;
  15. Produção de repelente: 500 unidades / dia;
  16. Polo de atendimento: criação de unidade especializada com 120 macas para hidratação;
  17. Explicações a respeito do protocolo de atendimento;
  18. Ações de apoio aos hospitais;
  19. Total de casos confirmados oficialmente: 5.811 casos. 
    Para os moradores que tiverem dúvidas, algum tipo de denúncia sobre criadouros ou sugestões de ações no combate ao mosquito, a Prefeitura está disponibilizado também um canal de comunicação – por meio da Ouvidoria do Município (telefone 0800-77-66-111) – para o esclarecimento de dúvidas e denúncias.

Ser professor também é uma profissão - Por Max Butlen

Nessa terça-feira dia 03/03/15 a Secretaria Municipal da Educação recebeu a visita do professor Max Butlen pesquisador reconhecido da Universidade de Cergy-Pontoise, França. Ao longo de sua carreira acadêmica atuou como docente da Escola Normal, fundou a revista Argos (http://www.educ-revues.fr/argos), foi diretor-adjunto do CRDP da Academia de Créteil (http://www.cndp.fr/crdp-creteil/) e encarregado de vários projetos junto ao Ministério da Educação francês e de projetos de cooperação junto ao Ministério da Educação brasileiro, sobretudo na área de formação de professores. Foi professor da IUFM da Academia de Versailles (atual ESPÉ - www.espe-versailles.fr/) e responsável na área de formação no Institut National de Recherche Rédagogique - INRP (atual IFE - http://ife.ens-lyon.fr/ife), onde também foi um dos coordenadores. De 01 de março a 03 de abril de 2015 estará na Unesp de Marília e de Assis como professor-visitante, financiado pela FAPESP. 
A visita ocorreu em duas etapas. Na primeira o professor Max acompanhou uma aula de leitura com alunos do primeiro ano da professora Rebeca, docente da EMEF Edmea Sola. 
Logo em seguida, o professor conheceu as dependências da Secretaria Municipal da Educação e conversou com o professor Joaquim Bento Feijão, professora Fátima Gatti e Supervisoras Rosemary, Juliana e Luzimábile. 
Conheça mais do professor:
Professor francês, Max Butlen, defende no 'Unesp em Pauta' a valorização dos docentes. A valorização da atividade docente como uma profissão ainda é uma das barreiras quando se fala em formação de professores. No "Unesp em Pauta", o professor Max Butlen, da Universidade Cergy-Pontoise na França, explica por que ainda há essa desvalorização.
O professor, que já atuou na Educação Básica, destaca a importância da escola para resgatar o papel dos professores e problematiza como a Universidade pode contribuir para o debate da profissionalização docente.
Os convidados desta primeira temporada do "Unesp em Pauta" participaram do II Congresso Nacional e do XII Congresso Estadual Paulista de Formação de Educadores, organizado pela Pró-reitoria de Graduação da Unesp na cidade de Águas de Lindoia.