28 fevereiro 2013

Autismo e segurança: o que você precisa saber

Mortalidade geral
Em 2008, pesquisadores dinamarqueses descobriram que o risco de morte na população autista é o duas vezes maior que a da população em geral;
Em 2001, um time de pesquisa da Califórnia descobriu um número grande de mortes entre autistas e atribuiu isso a várias causas, incluindo convulsões e acidentes como sufocamento e afogamento.

Vagar/Fugir sem rumo
Quase metade (48% das crianças com autismo) tentam fugir de um ambiente seguro, uma taxa quase 4 vezes maior do que entre seus irmãos não afetados pelo autismo;
Em 2009, 2010, e 2011, o afogamento acidental foi responsável por 91% das mortes informadas de crianças com autismo até 14 anos, após fugirem/vagarem;
Mais de um terço das crianças autistas que fogem/vagam , nunca ou raramente, são capazes de comunicar seu nome, endereço ou número de telefone;
Dois a cada três pais de crianças que fugiram informaram que suas crianças estiveram muito perto de serem atropeladas;
32% dos pais reportaram que as crianças estiveram muito perto de se afogar;
62% das famílias de crianças com tendência a fugir deixaram de participar de atividades fora de casa por medo desse comportamento;
Crianças com autismo têm 8 vezes mais tendência a fugir/vagar entre 7 e 10 anos do que seus irmãos típicos;
Metade das famílias de crianças que vagam afirmam que nunca receberam conselho ou aviso sobre isso de um profissional da área médica;

Fonte: Interactive Autism Network Research Report: Elopement and Wandering (2011) 
Fonte: National Autism Association, Lethal Outcomes in ASD Wandering (2012)

Restrição de movimentos/ isolamento
Estima-se que, nos últimos 5 anos, mais de 200 estudantes, muitos com deficiências, tenham morrido devido ao isolamento e a aparelhos usados para restringir os movimentos nas escolas.
Os riscos incluem: morte por asfixia, feridas pelo corpo, síndrome do stress pós traumático, complicações cardíacas, pulmonárias e gastrointestinais, falta de apetite e desnutrição, desidratação, infecções urinárias, agitação, depressão, problemas para dormir, ansiedade, aumento das fobias, aumento da agressividade (incluindo a auto agressão).

Fonte: United States Government Accountability Office, Selected Cases of Death and Abuse at Public and Private Schools and Treatment Center (2009)

Bullying
65% dos pais reportaram que seus filhos com Síndrome de Asperger foram vitimados pelos colegas de alguma forma no último ano;
47% reportaram que seus filhos apanharam de colegas ou irmãos;
50% reportaram que eles estão com medo dos colegas;
12% indicaram que seus filhos nunca foram convidados para uma festa de aniversário;
6% dão deixados por último na escolha dos times;
3% comem sozinhos no lanche todos os dias;

Fonte: Issues in Comprehensive Pediatric Nursing (2009)

Abuso sexual
De acordo com o CDC (Centers for Disease Control and Prevention), aproximadamente 1 em 6 garotos e 1 em 4 garotas sofrem abuso sexual antes dos 18 anos;
Um estudo feito em Nebraska envolvendo 55 mil crianças mostrou que uma criança com qualquer tipo de deficiência intelectual tinha 4 vezes mais chances de ser abusada sexualmente que uma criança típica (Sullivan & Knutson, 2000). Mesmo que não haja, ainda, números específicos para o autismo, a pesquisa mostra que essas pessoas são extremamente vulneráveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário