02 março 2013

O papel do gestor na inclusão

A nova concepção educacional fundamenta a inclusão como um processo de mão dupla: todos aprendem pela interação, independentemente de ter ou não alguma deficiência. Ao matricular os alunos de inclusão com colegas de idades próximas, a diretora Luci, da EM João Valentim da Rocha, propicia essa troca permanente de informações e experiências:
Objetivos
* Qualificar o debate sobre a educação, introduzindo a noção de aprendizagem como uma capacidade de toda e qualquer criança, independentemente de classe, contexto familiar e outros fatores socioculturais;
* Introduzir a ideia de que investir em educação de retorno para todos, seja economicamente, seja em qualidade de vida;
* Deixar claro que aprender faz parte do ser humano; que TODA criança é capaz de aprender, sem excluir as crianças especiais, que aprendem do seu jeito. Fonte
Tumblr_m6opu4u8hz1rt3gb1o1_r1_500_large
Nesta entrevista, Daniela Alonso, psicopedagoga, especialista em inclusão e selecionadora do Prêmio Victor Civita - Educador Nota 10, fala sobre o papel do gestor na inclusão de alunos com deficiência em turmas regulares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário